storytelling

Inovação, histórias e a Giovana, escritora de 9 anos

Por

Innoscience

dia de de

Há alguns dias, assistindo a um telejornal, vi uma reportagem muito interessante sobre uma garota chamada Giovana Morais Rigo, de 9 anos, moradora de Estrela-RS, que publicou o primeiro livro, de uma série de quatro, que ela está escrevendo. Neles, a menina conta a saga de “Sarali”, personagem criada por ela, que percorre o mundo entregando doces.

O início da saga de “Sarali” está sendo utilizado como material didático para os trabalhos em desenvolvimento no segundo ano da escola em que ela estuda. Consultadas algumas crianças que conhecem o livro e a pequena escritora/colega, estas manifestaram que sentiram-se incentivadas à leitura e até à escrita. Ou seja, por ser identificarem com a história da autora mirim, a garotada sentiu-se atraída pelo livro e consequentemente e a desbravar/criar outras histórias.

Mas o que isto tem a ver com inovação?

Eu diria que muito!!

Da mesma forma que a pequena Giovana construiu a sua história e escreveu um livro, as empresas que constroem histórias convincentes das suas marcas e histórias inovadoras/diferenciadas para seus produtos e serviços, vinculadas às das marcas, tendem a conquistar e fidelizar clientes.

As pessoas gostam de boas histórias. Contar histórias diferentes e convincentes, com as quais as pessoas se identifiquem, cativa os clientes e estreita o relacionamento deles com as empresas/marcas e seus produtos ou serviços.

Gustavo Greve é sócio-fundador da ADMi9 Gestão Inovativa, que atua com foco nas regiões dos Vales do Taquari e Rio Pardo. Para maiores informações, acesse: www.admi9.com.br.

COMPARTILHE ESTE CONTEÚDO:

SOBRE O AUTOR:

Innoscience

Innoscience

Somos uma consultoria de inovação e aportamos conhecimento, método e experiências para apoiar as empresas a lucrar com a inovação.